quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

A história dos cereais Kellogg`s



Publiquei no Facebook, no mural do Projeto Memória :


A história dos cereais Kellogg`s

"Tudo começou na região de Battle Creek –Michigan, Estados Unidos, quando John Harvey Kellogg, depois de estudar medicina, em 1884 tornou-se psiquiatra chefe do sanatório da cidade. Na busca de uma alimenta
ção balanceada o Dr. Kellogg e seu irmão, Will Keith, que era contador e gerente do sanatório, começaram a testar novas e saborosas receitas para diversificar o cardápio e proporcionar uma alimentação mais saudável para seus pacientes. Uma dessas misturas, que figurava entre as preferidas dos pacientes, era composta de fubá de milho, aveia e trigo, que depois eram assados e triturados. Deram a isso o nome de “granola”. Após muitos experimentos, em 1894 chegaram acidentalmente aos flocos de trigo.

Um dia, enquanto cozinhava trigo para produzir um tipo bolacha, o doutor deixou a massa tostar por acidente. Mas decidiu simplesmente continuar o processo e, para a sua surpresa, ao afiná-la com rolos, ela se desfez em pequenos flocos, que depois foram assados. Com a adição de açúcar, a novidade caiu no gosto dos pacientes. Era exatamente 8 de agosto de 1894, e surgia aí o princípio para a produção de cereais que levaria à criação dos flocos de milho e de arroz. A partir deste momento os cafés-da-manhã em muitas casas pelo mundo não seriam mais os mesmos. Eles patentearam a invenção. O sucesso desses alimentos matinais logo transformou a cidade de Battle Creek. Fabricantes de cereais que queriam copiar as fórmulas do Dr. Kellogg começaram a ir para lá e, em pouco tempo, a cidade se transformou na capital da indústria dos cereais matinais

Percebendo a demanda crescente pelo produto Will Keith Kellogg, irmão do Dr. Kellogg, entrou em ação e idealizou uma produção em massa do novo produto. Mas encontrou forte resistência por parte de seu irmão, que não queria perder o caráter saudável e institucional do produto. Em 1898 continuou o desenvolvimento e aperfeiçoamento do cereal até criar o “Corn Flakes”, feito com flocos de milho. Não se conteve e em 1902 comunicou ao seu irmão que estava indo embora montar sua própria empresa para produzir o novo produto. 

Finalmente no dia 19 de fevereiro de 1906, ele fundou a Battle Creek Toasted Corn Flake Company, que viria a se tornar a KELLOGG COMPANY, e começou a produção do cereal, batizado inicialmente como “Toasted Corn Flakes”, no dia 1º de abril na região de Battle Creek com a colaboração de apenas 44 funcionários. Ao produto, ele acrescentou açúcar e mais uma vez criou um cereal que logo se tornou um sucesso. A empresa utilizava na época a assinatura “The Original Has This Signature — W.K. Kellogg” (O original tem essa assinatura) para diferenciar-se de seus concorrentes, pois nessa época havia 42 indústrias de cereais na região, mais que o número de funcionários da própria Kellogg Company. Esta frase se tornaria proeminente em suas embalagens e em sua comunicação durante muito tempo. No ano seguinte passou a utilizar, pela primeira vez, o nome KELLOGG’S escrito em vermelho nas embalagens do produto." fonte: Mundo das Marcas

Abraços saudáveis



Um comentário:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Não conhecia a história destes compostos que os meus filhos tiveram o prazer de saborear.
Fui criado sem essas coisas e passo bem apenas com um copo de leite na hora de saltar da cama.

Sei que estes flocos são essenciais para uma refeição mais equilibrada.