quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

"O trabalho de Gary foi escolhido entre cerca de quinhentas propostas e ele recebeu 2.500 dólares como prémio. Quanto ao conceito, a imagem é formada por setas que representam o infinito."



Publiquei no Facebook, no mural do Projeto Memória :


"Um dia, Gary Anderson, caminhava pela universidade quando viu um cartaz divulgando um concurso para criar um símbolo que representasse o papel reciclado. Como um dos seus cursos havia sido de design gráfico, ele achou que podia arriscar e resolveu participar. 

O ano era 1970 e a empresa americana Container Corporation of America (CCA), considerada a maior recicladora de papel da época, queria divulgar seus produtos e serviços de forma mais eficiente. A ideia foi organizar um concurso para escolher um símbolo que melhor representasse a reciclagem.

O trabalho de Gary foi escolhido entre cerca de quinhentas propostas e ele recebeu 2.500 dólares como prémio. Quanto ao conceito, a imagem é formada por setas que representam o infinito. 

Na época, Gary tinha 23 anos e era estudante de Arquitetura e Ciências Sociais, da Universidade da Califórnia do Sul 

Actualmente, o símbolo da reciclagem presente em bilhões de embalagens no mundo inteiro é de domínio público"

Fontes: Alexandre Azevedo e Folha de SPaulo

Abraços saudáveis

Um comentário:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Não sei se é por conhecer o símbolo das setas mas penso que elas representam bem a ideia de que tudo se renova e que todo o lixo deverá ser reciclado