quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Uma das razões das depressões pós-parto é a falta de Ômega-3 da mãe porque o bebê retira-lhe uma boa parte das reservas que ela tem

Irei escrever algumas vezes sobre a importância de aumentarmos a quantidade de Ômega-3 na nossa dieta (como regra geral !), inclusive o porquê da nossa atual deficiência desse nutriente essencial. Hoje deixo-vos com mais um comentário que fiz no mesmo fórum de ontem.

Falta "cair a ficha" a muitas pessoas sobre o que algumas industrias estão fazendo com a saúde da população e o que cada pessoa está fazendo com ela própria, com os seus filhos, etc.
Por exemplo, eu já sei e garanto a minha quantidade diária mínima de Ômega-3 e para a minha família, mas ainda hoje li mais um depoimento do Dr. David Servan Schreiber, sobre a importância daquele para a nossa saúde, principalmente a nível cerebral, tendo em conta que:

"(...)dois terços do cérebro são compostos por ácidos graxos. Essas gorduras são o componente básico das membranas das células nervosas, o "envelope" por meio do qual todas as comunicações com outras células nervosas são feitas, dentro do cérebro e também com o resto do corpo. O que comemos se integra diretamente nessas membranas e se constitui em sua substância. Se consumirmos grandes quantidades de gorduras saturadas - tais como manteiga ou gordura animal, que são sólidos em temperatura ambiente-, sua rigidez se reflete na rigidez das células cerebrais; se, por outro lado, comermos principalmente gorduras polissaturadas - aquelas que são líquidas em temperatura ambiente-, as baínhas das células nervosas tornam-se mais flexíveis, e a comunicação entre elas é a mais estável, especialmente quando as gorduras não polissaturadas são ácidos graxos Omega-3"

Por agora (a vontade de escrever é muita mas acho importante irmos passo a passo, para entenderem bem a seriedade deste assunto), deixo apenas mais uma nota para as minha leitoras grávidas ou que pensam engravidar:

Uma das razões das depressões pós-parto é a falta de Omega-3 da mãe porque o bebê retira-lhe uma boa parte das reservas que ela tem. Daí a enorme importância da mãe ter uma dieta rica de Omega 3 (nutriente essencial, porque não é produzido pelo ser humano). Pergunto às jovens mães, se foram devidamente alertadas para esta questão durante a gestação?

Abraços saudáveis

Nenhum comentário: