sábado, 3 de outubro de 2009

Três fotos que explicam o sofrimento da nossa amiga durante 33 dias!


Temos uma amiga brasileira que foi para Driffield (Inglaterra) para estudar inglês e ficou em casa de uma família tomando conta das duas crianças do casal que a recebeu. A experiência não correu bem por várias razões, mas uma das que acabou por ter mais impacto, foi o estilo de alimentação desta família de classe média (boa casa, carros, os dois trabalham, ...).

Em vez de explicar o que eles comem dia após dia, semana após semana, mês após mês,...., resolvi publicar as 3 fotos abaixo que mostram o tipo de produtos alimentícios (e a quantidade, pensando na fruta!) que entram lá em casa (a nossa amiga esteve 33 dias com esse tipo de dieta e engordou 5 kgs).













































Pergunto aos meus leitores:

- onde estão as frutas, os legumes e as sopas?
- onde está o peixe, os pães e massas integrais, etc?

Como seria de calcular, ambos os adultos (especialmente ela!), sempre estão com uma dor de cabeça, uma indisposição, .... .

Imaginem o prazer desta nossa amiga, quando hoje chegou nossa casa e teve o prazer de almoçar "comida de verdade"?

Termino colocando mais uma questão para que possamos reflectir:

Em pleno séc. XXI, onde a informação está à nossa disposição e à velocidade de um clic, por que é que uma família de classe média em Inglaterra, opta (sim felizmente eles podem escolher aquilo que querem comer!) por um tipo de alimentação industrializada que lhes retira o prazer da "boa mesa", com efeitos negativos e crescentes no estado de saúde de cada um dos membros, incluindo as duas crianças que irão crescer neste ambiente (acreditarão os pais que estão a fazer o melhor que podem pelos seus filhos?)?

Abraços saudáveis

3 comentários:

Westbourne School disse...

Eu moro na Inglaterra ha alguns anos e nao tem nada de errado com a geladeira deles. O lance e que eles comem muita comida pronta e Take away, por isso eles nao tem frutas e legumes na geladeira. E se essas fotos sao do inverno entao e mais compreensivel ainda, uma vez que pouquissimas pessoas comem frutas e vegetais a uma temperatura de 0 -2 - 4 graus por 8 meses... esse nao e um pais tropical. Eles comem muita batata e muita gordura sim, porque o frio e imenso - e na Inbglaterra tem um dos menores indices de doencas do coracao da europa e menor do que o do Brasil em proporcao. Dor de cabeca e indisposicao vem da ausencia de vitamina D por conta da ausencia do sol uma vez que nao temos sol o tempo todo... por isso muitos tomam anti depressivos - nao porque sao depressivos, mas porque fazem uso da vitamina pra estinmular o cerebro na ausencia de luz. Vivendo num pais com 8 meses de inverno nao e facil mesmo comer frutas e sladas, uma porque nao tem, duas porque e carissimo e tres ha substitutos.

Se cuide!

João Marques disse...

Boa tarde,

Começo por agradecer o seu comentário ao qual tentarei responder da forma mais construtiva possível, onde o objectivo é encontrarmos as melhores soluções possíveis e não demonstrar quem tem ou não razão.

Parece-me um pouco contraditório afirmar que "não tem nada de errado com a geladeira deles" e depois dizer que "O lance é que eles comem muita comida pronta e Take away, por isso eles não têm frutas e legumes na geladeira".

Precisamos, mesmo quando moramos em países mais frios, voltar para a cozinha e colocar como UMA das prioridades da nossa vida, melhorar os nossos hábitos alimentares.
Veja por exemplo tudo o que o Jamie Oliver tem feito e defendido nesse sentido.

Não tenho aqui os dados comigo, mas maus hábitos alimentares, obrigatoriamente contribuem de uma forma significativa para uma série de doenças.

Sobre a questão da falta de vitamina D porque causa da "ausência do sol", existem melhores alternativas do que tomar anti-depressivos.

Acredito que frutas, legumes, etc, possam ser mais caros por aí, mas com certeza a solução global (incluindo remédios, consultas médicas adicionais, etc) continua a ser mais barata do que viver por conta daquilo a que você chama "substitutos".

Abraços saudáveis

Paula Soveral disse...

conheço pessoas que vivem em Inglaterra e cujos frigoríficos não têm nada a ver com isto!
É certo que a alimentação deve ser de acordo com o clima, mas mesmo os tradicionais "stews" levam legumes.
Estas fotografias, quanto a mim, não podem ser encaradas como um retrato geral do povo inglês, mas sim o retrato de uma família que descura a alimentação.
nem toda a gente em Inglaterra aumenta 5 kg por mês..., embora haja uma tendência generalizada para corpos obesos, mesmo em jovens, mas isso é capaz de ser devido ao consumo excessivo de "chips & beer"!