sábado, 7 de novembro de 2009

Carro movido a ar


O vídeo abaixo com uma duração inferior a 4 minutos exemplifica bem que já existem soluções (ou podem surgir a curto prazo, se devidamente apoiadas e publicitadas!) para usufruirmos de uma comodidade legítima com um impacto mínimo no planeta Terra que, como alguém muito bem disse, "tomamos emprestado dos nossos filhos" e, como é óbvio, queremos devolver nas mesmas condições em que o recebemos.

video

Se uma porcentagem mínima da população tomar consciência deste tipo de soluções, maximizaremos a probabilidade de conseguir que aquilo que nos "faz bem" não morra no papel para não prejudicar os interesses defendidos por alguns lobbies , que os colocam acima daqueles (interesses) de todos nós!

Contribuir para que estes projectos sejam apoiados e incentivados por aqueles que escolhemos para nos governarem, é contribuir para a nossa Qualidade de Vida!

Abraços saudáveis (movidos com o ar que respiramos!)

3 comentários:

Anônimo disse...

Alô João
Fantástico este carro,masssss
Existe uma coisa,E QUE COISA, que não muda em leis da física é que a energia adicionada à uma massa não retorna em sua totalidade,ou seja,para mover este carro(sic) a energia ADICIONADA AO SE COMPRIMIR O AR é muito superior à energia fornecida ao descomprimí-lo.
Só para ter uma idéia do absurdo que deveria ser a pressão do ar utilizado como "combustível" do auto,veja que os atuais cilindros de gás natural que trabalham com pressões ao redor de 200 bar.
Devido á esta absurda pressão,já que o gás natural,não se liquefaz sem tecnologias caras,o PÊSO dos cilindros são absurdamente altos.
Para movimentar um auto,por muito pouco tempo e autonomia teremos de ter um TANQUE enorme,pesadíssimo com resultados práticamente ridículos.
Assim é esta estrovenga que já está na internet há uns par de anos e sempre prometendo o lançamento para breve.
Até a TATO da India foi citada como parceira.
Recomendo um excelente trabalho em italino elaborado por cientistas sérios que CALCULARAM a energia contida num destes cilindros,que no caso do "auto'deveria ter uma pressão de algo ao redor de 400 bar!!!!!.
ABSURDO.
E práticamente não existe bomba no mercado que possa servir para abastecer,principalmente com um tempo curto e com esta pressão de trabalho.
Lamento decepcioná-lo para.
Só para ilustração,um tanque de gasolina normal deve ter algo ao redor de 25.000 Kcal e com alcool uns 70% disto.
É a energia para movimentar um carro(atualmente)sempre levando em conta que velocidade,formato ou aerodinâmica e PESO influenciam e muito os valôres assim como o modelo de combustão(dois ou quatro tempos),malabarismos eletrônicos,etc.
a maior energia despendida para mover um carro é devido AO ATRITO DO AR,pneus e movimentação das peças internas.
Outra observação:
O ar quando DESCOMPRIMIDO se resfria!!!!,efeito que se pode ver e sentir abrindo o registro de qualquer compressor e colocando a mão sôbre o mesmo.
abraços
karlos

João Marques disse...

Caro Karlos,

Obrigado pelo seu comentário.
Eu não sou técnico e portanto não posso validar (aparentemente faz sentido!) se você tem razão ou não quando fala da questão do ar comprimido, do tanque, etc.

O importante no entanto é unirmos esforços para encontrarmos soluções e aí tenho a certeza que muito mais se pode fazer no sentido de proteger o ambiente e como é óbvio o próprio HOMEM (especialmente as gerações futuras)

Sem querer dizer onde está a verdade, relembro-lhe a (triste!) história do Galileu que foi obrigado publicamente a negar que a Terra é que andava à volta do Sol.

Conto consigo para se juntar ao "clube" dos que querem um mundo melhor e estão dispostos de uma forma apaixonada a usar as suas próprias competências com esse objectivo.

Abraços saudáveis

João Marques disse...

Karlo,

queria ter escrito "(...)obrigado a negar publicamente" e não como foi publicado!

Abraços saudáveis