sexta-feira, 13 de abril de 2012

"Dorothy Counts foi a primeira estudante negra admitida numa escola pública americana (de brancos). A fotografia retrata seu primeiro dia de aula"



Publiquei no Facebook, no mural do Projeto Memória :
"Essa imagem foi colorida a partir de uma imagem antiga, mas a melhor parte é a sua história. Dorothy Counts foi a primeira estudante negra admitida numa escola pública americana (de brancos). A fotografia retrata seu primeiro dia de aula ...na Universidade de Harry Harding, na Carolina do Norte (EUA), em 1957. O vestido de Dorothy foi feito por sua avó especialmente para seu primeiro dia de aula. Cuspiram nele. Centenas de alunos seguiram e acompanharam sua chegada à escola. De vez em quando alguns jogavam coisas em sua direção enquanto outros faziam gestos obscenos. Os estudantes gritam para ela voltar para casa. Dorothy foi em frente sem reagir. Este absurdo momento de violência prosseguiu nos dias seguintes. Foram 4 dias de perseguições e insultos. Jogavam lixo durante a sua refeição e seu armário era saqueado. Depois surgiram ameaças telefônicas agravando ainda mais a situação. Por fim, os seus pais consideraram que a sua vida poderia estar em risco e optaram por tirá-la da escola. Pode parecer pouco mas os quatro dias em que Dorothy tentou frequentar a Harry Harding High School foi de grande importância para o Movimento dos Direitos Civis e fim da segregação racial nos Estados Unidos. O preconceito torna o cérebro ignorante e as pessoas cegas". fonte: Revista Gingko
Abraços saudáveis

Um comentário:

Luís Coelho disse...

Uma história de um negro entre milhões de tantos outros de diversas cores e raças.
O ser humano é fruto de uma educação e de respeito que deve ser cultivado desde o berço.
Hoje verificamos que o ser humano não é educado no amor, respeito e tolerância mas na guerra.
Vemos pretos que atacam brancos e brancos que matam pretos.
Isto vai crescendo cada dia mais e se não pararem será o descalabro total. A guerra fria e genocida.