sexta-feira, 1 de outubro de 2010

"Champalimaud Research Centre" - exemplo do que Portugal necessita (em vez de brincadeiras tristes no parlamento!)


Foi com uma satisfação enorme, que hoje li o artigo na revista Tabu (jornal Sol) sobre a inauguração do Centro de Investigação Champalimaud no próximo dia 5 de Outubro, como previsto deste o 1o dia (quando se é sério e competente, os prazos cumprem-se!):

Vejam clicando aqui, um vídeo de 2 minutos sobre o Champalimaud Research Centre. Simplesmente maravilhoso!

"(...) este não é só mais um centro de excelência. Focado essencialmente na investigação oncológica, em particular na prevenção de metásteses do cancro, guarda várias surpresas, sabiamente misturadas com as com as soluções arquitectónicas de Correa: os laboratórios estão organizados em torno de um jardim interior, situado na cave do edifício, mas com imensa luz natural.
No primeiro piso, equivalente a um rés-do-chão, circulam os pacientes e respectivas famílias e, no andar superior estarão os investigadores. Todos se encontram à vista uns dos outros, numa relação que se quer simbiótica: "Digamos que, de uma maneira subtil, é feito saber aos investigadores que estão a trabalhar para conseguirem encontrar soluções para as pessoas que estão lá em baixo (...)" [genial!!!]
(...)
"Não encontramos em nenhum lugar do mundo onde há hospitais dedicados ao cancro, um centro de investigação perto deles".
(...)
Os médicos que serão contratados para o centro terão de dividir o seu tempo entre a prática clínica e a investigação, à razão de 50% de tempo distribuído para cada uma das funções. "É um modo de funcionamento único".

(...)a Fundação Champalimaud negoceia com várias entidades, (...) para poder acolher pacientes de todas as condições sociais. (...) "Não queremos que o centro se destine apenas a quem tem muitos meios".
(...)
"o espaço[exterior] vai ser totalmente aberto ao público.
(...)
"É a ciência feita para obter resultados"."

Enquanto uns brincam no parlamento, outros portugueses (e não só) fazem o que é preciso para que o país crie riqueza, melhore a qualidade e salve a vida de muitas pessoas e desenvolva áreas de excelência em sectores estratégicos como é o caso da saúde.

Abraços saudáveis

Nenhum comentário: