segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

"Luther King iniciou as suas actividades como pastor no Estado do Alabama. Envolvendo-se no incidente em que Rosa Parks recusou-se a ceder o seu lugar a um branco num autocarro e acabou presa. King liderou um forte boicote contra a segregação racial. O movimento durou quase um ano, e a Suprema Corte decidiu pelo fim da segregação racial nos transportes públicos. Em 1964, recebeu o Premio Nobel da Paz."


Publiquei há umas semanas no Facebook, no mural do Projeto Memória :


Há 84 anos, nascia Martin Luther King

"Eu tenho um sonho. O sonho de ver meus filhos julgados pelo caracter, e não pela cor da pele." Este é um trecho do famoso discurso de Martin Luther King em Washington, Estados Unidos, proferido em Agosto de 1963, numa manifestação que reuniu milhares de pessoas. Durante 16 minutos, Luther King hipnotizou a multidão enquanto dizia sonhar com o fim da discriminação racial. Foi ovacionado.

Luther King iniciou as suas actividades como pastor no Estado do Alabama. Envolvendo-se no incidente em que Rosa Parks recusou-se a ceder o seu lugar a um branco num autocarro e acabou presa. King liderou um forte boicote contra a segregação racial. O movimento durou quase um ano, e a Suprema Corte decidiu pelo fim da segregação racial nos transportes públicos. Em 1964, recebeu o Premio Nobel da Paz.

O activismo político de Luther King fazia com que ele colecionasse inimigos, sobretudo no sul do país, onde havia muitos segregacionistas. King, também abraçara a causa contra o fim da guerra do Vietname. O ódio de seus rivais culminou no seu assassinato em Abril de 1968, quando foi atingido por um tiro, na cidade americana de Memphis, onde estava a apoiar uma greve de colectores de lixo. Cinco dias depois, foi enterrado em Atlanta, num funeral acompanhado por 300 mil pessoas.

Clique aqui para assistir ao vídeo 

MARTIN LUTHER KING JR. I HAVE A DREAM (EU TENHO UM SONHO) LEGE


Abraços saudáveis



Um comentário:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Estas personalidades históricas devem ser sempre recordadas pelos mais velhos ou pelos mais novos de modo que ninguém se esqueça do seu real valor e contribuição para a igualdade e respeito entre todos os homens e povos da terra