quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Um pouco de história de uma das casas que fica numa das mais belas ruas do mundo (para mim), em Cascais! Um exemplo de um português, "apontador", que se deu bem lá fora!


No dia 2 de Outubro de 2012, publicámos no Facebook, no mural do Projeto Memória :

"Casa Pancada (casa do lado direito com 6 janelas quadradas no último andar) de Francisco Marques Leal Pancada (nascido a 3/12/1822 e faleceu em ?), rapaz que ficou órfão aos 11 anos e aprendeu a ler e a escrever por conta do pároco de Cascais, trabalhou em Cascais como “apontador” profissão que consistia em apontar num livro, os movimentos das mercadorias que os navios de carreira do Brasil traziam e que se faziam transportar para a costa por pequenas embarcações no cais onde actualmente se localiza o Marégrafo de Cascais.

Mais tarde o rapaz emigrou para o Brasil onde fez fortuna e acabou por se casar com D. Maria Rosa Alves de Araújo, ligada, segundo consta, à família imperial brasileira. Anos mais tarde, Francisco Pancada acabou por regressa à sua terra natal, Cascais." via Jorge Luís Buttle Possidónio

Abraços saudáveis

Nenhum comentário: